Voltar para o resumo geral de notícias

The Great Indoors: a DESSO lança campanha do ano do ar para promover saúde e bem-estar

13 maio 2013

Para ajudar a alcançar os objetivos do Ano do Ar da UE, a DESSO, uma empresa europeia líder em fabricação de carpetes, tapetes e gramados para esporte, está lançando sua própria campanha, "The Great Indoors" (Excelentes Interiores), para aumentar a conscientização sobre os perigos contínuos do ar de má qualidade em ambientes interiores e para mostrar como o mundo corporativo e a inovação podem contribuir para combater este problema.

Este verão, a Desso terá um stand na edição de 2013 da Green Week (Semana Verde), a maior conferência anual sobre a política ambiental europeia, que será realizada de 4 a 7 de junho no Egg Conference Centre em Bruxelas. Com seus milhares de participantes, a Desso poderá contribuir ao debate sobre a melhoria da saúde e bem-estar através de uma melhor qualidade do ar em ambientes interiores.

Em uma recente conferência da EEB (European Environmental Bureau), Janez Potočnik, o Comissário Europeu para o Meio Ambiente, disse que a última análise da UE estima 420 mil mortes prematuras causadas por poluição do ar na UE em 20101).

"Passamos, em média, 90% do nosso tempo em ambientes fechados e, por isso, a questão da qualidade do ar em ambientes interiores é de suma importância. É por isso que a Desso tem como visão 'Fazer o piso trabalhar para a nossa saúde e bem-estar'. Devemos fazer tudo o que pudermos como fornecedores de ambientes construídos para garantir que a vida das pessoas seja melhor."

Alexander Collot d’Escury, CEO DESSO

A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 2 milhões de pessoas morrem todos os anos por causa da inalação de pequenas partículas presentes no ar poluído em ambientes interiores e exteriores2).

O ar de melhor qualidade em ambientes interiores também aumenta a produtividade dos trabalhadores. Um estudo californiano realizado por William Fisk da Lawrence Berkeley National Laboratory3)  demonstrou que o impacto econômico do aumento da produtividade devido à melhoria da qualidade do ar, pode melhorar a produtividade dos funcionários de escritório de 0,5 a 5 por cento, com uma economia estimada de US$ 20 a US$ 200 bilhões.

A Agência Europeia do Meio Ambiente estima que a má qualidade do ar custa € 630 bilhões em gastos com saúde e € 169 bilhões em perda de produtividade por ano4).

"Foi-nos dito que as organizações podem reduzir substancialmente a incidência de doenças no local de trabalho, melhorando a qualidade do ar interior. Nas grandes empresas isso pode levar a economias significativas de custos e grande melhoria da produtividade. O objetivo de nossa campanha 'Great Indoors', é direcionar a mente das pessoas para a importância de melhorar as condições dos lugares onde todos nós passamos muito de nosso tempo. Este ano o nosso foco é o problema crítico da qualidade do ar interior. Esperamos estimular o debate e desencadear novas ideias na comunidade empresarial e de design sobre como fazer produtos e edifícios que maximizam a saúde e o bem-estar das pessoas."

Alexander Collot d’Escury, CEO DESSO

1) Potočnik, Janez, (Palestra) Qualidade do ar: Enfrentanto o desafio de proteger a nossa saúde e o meio ambiente, EEB Clean Air Conference, Bruxelas, Janeiro de 2013. Disponível online em: http://europa.eu/rapid/press-release_SPEECH-13-4_en.htm
2)  OMS, enfrentanto o desafio global do ar puro, 26 de setembro de 2011, Comunicados à imprensa.
3) William J. Fisk e Arthur H. Rosenfeld do Lawrence Berkeley National Laboratory em Berkeley, Califórnia, EUA
4) "A maioria dos habitantes das cidades da UE sofrem com a poluição do ar diária, Euractiv.com, 24 "de setembro de, 2012. http://www.euractiv.com/sustainability/third-eu-city-dwellers-suffer-ba-news-514957

  • Compartilhar esta página
  • twitter
  • linkedin
  • facebook
  • email